Conferencia: Metering, Billing/CRM Latin America
Local: Sao Paulo, Brazil
Palestrante: Emerson de Souza
Artigo: Presented by Emerson de Souza at Metering, Billing/CRM Latin America

Os problemas sociais e econômicos vividos pelos paises em desenvolvimento, tornam o desafio das empresas em obter um mínimo de reconhecimento e satisfação de seus clientes, um objetivo cada vez mais complexo de se atingir no âmbito dos serviços prestados. A tecnologia é sem dúvida um artifício que colabora para que estas empresas reinventem a cada dia a forma de atender seus clientes, organismos reguladores e governo, assim como facilita o desenvolvimento do país e consequentemente da sociedade, pois traz benefícios e facilidades que ajudam no crescimento do conhecimento, novas oportunidades de interação entre economias, e ainda que no longo prazo, atinge praticamente a todas as camadas sociais de uma nação.

Contudo mudanças tecnológicas significam quebra de paradigmas e para isso se faz necessário ter visão empreendedora e observar atentamente os benefícios trazidos pela eletrônica e que propiciam evolução em todos os setores da economia mundial.

A medição eletrônica é mais um passo tecnológico que trará capacidade as concessionárias para prover serviços diferenciados a seus clientes e continuar evoluindo na luta constante de proteção do faturamento e aumento da lucratividade.

Migração tecnológica com visão de futuro
O trabalho apresenta a família CENTRON® de medidores eletrônicos, mundialmente reconhecidos pela qualidade e flexibilidade com mais de 20 milhões de unidades comercializadas no mundo, mais de 250.000 no Brasil.

O desenvolvimento da medição eletrônica no Brasil
Atualmente ser uma empresa rentável e obter a satisfação dos clientes não é uma opção, sim uma necessidade. Algumas concessionárias estão se adequando às novas tecnologias e com isso vislumbrando horizontes lucrativos para seus acionistas, além de prestar serviços diferenciados a seus clientes. Estas mudanças exigem investimentos significativos e alguns pontos devem ser observados a fim de se evitar prejuízos futuros:

  • Possibilidade de automação;
  • Facilidade para incorporar novas tecnologias a custo reduzido;
  • Análise minuciosa de componentes (qualidade) e vida útil prolongada;
  • Experiência em pesquisa e desenvolvimento;
  • Assistência técnica local e especializada;
  • Parcerias consistentes.

A colaboração da tecnologia no combate as perdas
Evolução no combate as perdas requer empenho em todas as vertentes e possibilidades, sem exceções, pois cada ponto percentual incrementado e não atacado pode significar milhões de reais a menos nos cofres da concessionária.